Anuncie no Divirta-se Online
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Clique aqui para ver os endereços dos teatros.
 
Pesquise as peças por local
 
nd
Comédia
“A BANHEIRA”
Quando: dias 7, 8 e 9 de agosto
(sexta a domingo)
Horário: Sex e Sáb, às 21h e Dom, às 20h
Local: no TEATRO MUNICIPAL
(alto do morro de São bento, s/ nº)
Informações: (16) 3625.6841
Acontece:

A BANHEIRA


De GUGU KELLER

Direção ALEXANDRE REINECKE

ALEXANDRE REINECKE reúne elenco de comediantes, em texto nacional.

O que pode acontecer quando um respeitável pai de família, por puro fetiche, leva para casa uma amante absolutamente inusitada? Ou quando, pior ainda, um ladrão aparece na hora errada e a ambos prende no banheiro da residência? E se, para completar a confusão, no desenrolar da história descobre-se que a amante é nada menos do que uma parente bastante próxima da mulher traída, um parente a quem ela sempre escondeu do marido justamente pelo inusitado do seu jeito de ser?

Hilariante e cheia de suspense, a surpreendente e movimentada comédia apresenta uma sequência de cenas onde, quanto mais parece que tudo vai se resolver, mais tudo se complica.

Essa montagem agrega movimento e qualidade ao campo da comédia dramatúrgica nacional. Alexandre Reinecke acredita que “é uma comédia nacional de autor (na linha de Marcos Caruso, Jandira Martini, Juca de Oliveira) que vem se perdendo num momento em que os comediantes andam escrevendo seus próprios textos”. Trata-se de um espetáculo ágil, dinâmico e surpreendente, que se propõe àquilo que sempre deve nortear a verdadeira comédia: incentivar a reflexão através do riso.

Com dinâmica ágil e surpreendente a cada cena, a peça é uma autêntica ode ao humor que ao mesmo tempo em que leva o expectador a desmanchar-se em gargalhadas, certamente o faz também refletir sobre muitos valores sociais e morais que estão presentes na arte diária de convivência humana.

Por ser uma comédia de grande apelo popular, A Banheira apresenta imediata sintonia do público com a sua trama. A sua linguagem coloquial não apenas favorece o ingresso da magia do teatro em todas as classes sociais, mas também derruba qualquer preconceito de que a simplicidade não pode conviver com a qualidade. Com dinamismo e humor situacional, o texto é capaz de cativar todos os gostos e de colaborar de modo significativo para a inserção do universo teatral em nossa sociedade como um todo.

O texto tem uma construção dramatúrgica dos grandes clássicos do Vaudeville e a direção destaca esse gênero com uma marcação farsesca, muitas vezes coreografada e melodramática, dando brilho e extrema teatralidade ao espetáculo, fugindo do realismo e reforçando o trabalho dos atores.

Como bem disse o grande ator e diretor Elias Andreato, “a comédia é um jeito inteligente de ver o mundo”. Mais do que isso, satirizar a nossa própria história é, sem dúvida, o modo mais sadio e reconfortante de lidarmos com a complexidade de nossas contradições e com o desgaste de um cotidiano tantas vezes absurdo e desprovido de qualquer sentido.



Quanto:

R$ 70,00 (inteira)
 
Teatro Municipal » 07/08 à 09/08 » veja acima
voltar ao topo
 
 
nd
Comédia
“A.M.A.D.A.S - ELIZABETH SAVALLA"
Quando: de 21 a 23 de Agosto
(sexta a domingo)
Horário: Sex e Sab, às 21h e Dom, às 20h
Local: no TEATRO MUNICIPAL
(alto do morro de São bento, s/ nº)
Informações: (16) 3625.6841
Acontece:

O espetáculo “A.M.A.D.A.S. - ASSOCIAÇÃO DAS MULHERES QUE ACORDARAM DESPENCADAS”

com ELIZABETH SAVALLA

Através de um humor histriônico e contagiante, o espetáculo coloca em discussão algumas das questões mais importantes sobre a condição da mulher moderna. O texto enfoca a via crúcis de uma mulher que chega à meia-idade pressionada pelas demandas de uma sociedade cada vez mais materialista e superficial.

A camada social onde a protagonista se movimenta vive de aparências e está sempre pronta a condenar quem não cultiva sua imagem à custa de academias, salões de estética, cirurgias, botox, silicone e etc. A atriz expõe em uma reunião da A.M.A.D.A.S., suas inseguranças e angústias geradas pela impossibilidade de conservar seu visual e comportamento a essa altura da vida.

Embora refratária a essa ideologia, a personagem REGINA ANTONIA introjeta completamente os valores da sociedade em que vive, e se pune por não atender a essas exigências estéticas, chegando a se rebelar contra o marido que a aceita como ela é. Assim, o espetáculo coloca o dedo na ferida das mulheres a caminho da maturidade, mas o faz de forma inteligente e, principalmente, bem humorada pela sátira hilariante aos mitos e obsessões da nossa época.


Quanto (inteira):


R$ 90,00
 
Teatro Municipal » 21/08 à 23/08 » veja acima
voltar ao topo
 
 
nd
Drama
“CALLAS”
Quando: dias 28 e 29 de Agosto
(sexta-feira e sábado)
Local: TEATRO MUNICIPAL
(alto do morro de são Bento, s/ nº)
Informações: (16) 3625.6841
Sinopse:

SILVIA PFEIFER e CÁSSIO REIS em “CALLAS”

de FERNANDO DUARTE

Direção MARÍLIA PÊRA

SILVIA PFEIFER, que recentemente esteve no ar na novela da rede Globo (Alto astral como a vilã Ursula, e O Rei do Gado, como Léa Mezenga) chega a Ribeirão Preto com o espetáculo “CAL-LAS” ao lado do ator Cassio Reis, dirigidos por Marília Pêra.

Há um ano em cartaz, o espetáculo já passou por 41 cidades além de temporada no Rio de Janeiro e São Paulo.

CALLAS é a montagem de um documentário vivo com os comoventes relatos de uma artista ilu-minada pelos Deuses e de uma frágil mulher em busca de amor.

Marília Pêra, que interpretou a diva em 'Master Class', de 1996, volta se debruçar sobre a vida da cantora dezenove anos depois, dirigindo Silvia Pfeifer e Cássio Reis no espetáculo 'Callas', texto inédito de Fernando Duarte, que assinou “À beira do abismo me cresceram asas”, e “Orgulhosa demais frágil demais”.

Nesta obra teatral, partilhamos as dúvidas e medos de uma mulher que por amor, esteve disposta a renunciar à sua maravilhosa voz. Era “La Divina Callas”, a imperatriz do Bel Canto, e deixou co-mo herança uma voz imortal. Nada se compara ao poder de sua voz. A diva das divas, única, uma força da natureza. A indomável Callas, geniosa, intempestiva, era regida pelos sentimentos.

Em 16 de setembro de 1977, o mundo perdeu Maria Callas aos 53 anos, vitima de um ataque cardíaco. Sua história de vida foi tão dramática quanto as personagens que interpretou nas óperas. A maior soprano da história e um dos maiores mitos do século XX, que teve sua vida marcada por glórias e tragédias, completaria 92 anos no dia 02 de dezembro de 2014. Ela revolucionou a histó-ria da ópera e ainda hoje é considerada a maior cantora lírica de todos os tempos.

Callas foi vitima do estrelato e sua trajetória mostra como os sonhos se constroem e se desfazem ao longo da vida.

O espetáculo

Paris, 15 de setembro de 1977, um dia antes do falecimento, Maria Callas vai ao encontro do jor-nalista e amigo John Adams para ajudar na organização da abertura de uma exposição sobre sua vida e carreira. Entre figurinos, joias, quadros, discos e imagens, a cantora lembra da sua trajetória gloriosa no mundo lírico e aos poucos vai se desarmando, tira a máscara e mostra o abismo que sempre existiu entre a diva do palco e a mulher do dia a dia. Fala da carreira de sucesso, do fim do casamento, do conturbado relacionamento com Aristóteles Onassis, da morte do filho, entre outros assuntos que surgem no decorrer do encontro.

Silvia Pfeifer empresta suas autoridade e beleza para interpretar Maria Callas e Cassio Reis dá vida ao jornalista, amigo e admirador John Adams.

Os figurinos são de Sonia Soares, a trilha de Paulo Arguelles, projeções de Paola Soares, luz de Paulo Cesar Medeiros e cenário de Rafael Guedes.

Ficha Técnica

Autor: FERNANDO DUARTE

Direção: MARÍLIA PÊRA

Elenco: SILVIA PFEIFER e CÁSSIO REIS



Quanto:


R$70,00

R$ 35,00 meia


Pontos de venda:

megabilheteria.com ou na bilheteria do teatro

 
Teatro Municipal » 28/08 à 29/08 » 21h00
voltar ao topo
 
 
14 anos
Comédia
E FORAM QUASE FELIZES PARA SEMPRE
Quando: dias 3 e 4 de setembro
(quinta e sexta-feira)
Local: TEATRO MUNICIPAL
(alto do morro de são Bento, s/ nº)
Informações: (16) 3625.6841
Sinopse:

E FORAM QUASE FELIZES PARA SEMPRE

HELOISA PÉRISSÉ

Após duas temporadas de sucesso no Rio de Janeiro e São Paulo, com apresentações em Curitiba, Belo Horizonte, São Luis, Natal, Recife, Salvador, Campo Grande e Vitória o espetáculo E FORAM QUASE FELIZES PARA SEMPRE chega à Ribeirão Preto

A primeira comédia solo escrita e encenada pela atriz HELOISA PÉRISSÉ, conta a história da noite de autógrafos da escritora Letícia Amado, que viajou durante dois anos e meio, descobrindo os melhores resorts, as melhores praias, os melhores hotéis para que as pessoas pudessem curtir luas de mel inesquecíveis com seus grandes amores. Mas, para ironia do destino, tanta dedicação ao casamento alheio acaba por provocar a separação do marido e, no dia da sua tão esperada noite de autógrafos, quando ela finalmente está lançando seu livro, CANTINHO PRA DOIS, vê o “ex" beijando uma nova namorada.

E agora? Casa cheia, o livro prometendo ser um sucesso retumbante e Lelê na pista de novo! Ela nem vai poder usar o próprio livro que escreveu. Vai para os “cantinhos pra dois", com quem? Abalada por esse encontro repentino, acaba por transformar a tão esperada noite de lançamento em um momento de desabafo, revelando a quem veio para a sua noite de autógrafos o seu conturbado relacionamento com Paulo Vitor.

Só que isto é feito com um olhar super bem humorado e habilmente divertido. O texto gera uma identificação imediata em todos os casais, sejam eles bem ou mal sucedidos. Numa narrativa contínua que promove a empatia direta com o público, Heloisa Périssé se multiplica em quinze personagens diferentes apenas mudando a voz e o jeito do corpo, dando, assim, vida a todos os envolvidos na história. Escrita para comemorar os seus 25 anos de carreira de atriz, E FORAM QUASE FELIZES PARA SEMPRE mostra o amadurecimento que Heloisa alcançou no palco.

FICHA TÉCNICA

Autor Heloisa Périssé

Direção Susana Garcia


Quanto:


R$ 90,00

R$ 45,00 meia
 
Teatro Municipal » 03/09 à 04/09 » 21h00
voltar ao topo
 
 
nd
Drama
“ALLAN KARDEC”
Quando: dias 5 e 6 de setembro
(Sábado e Domingo)
Horário: às 19h
Local: TEATRO MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO
(alto do morro de São Bento s/ nº)
Informações: (16) 3625.6841
Sinopse:


Após 16 anos, a peça “ALLAN KARDEC – UM OLHAR PARA A ETERNIDADE”, com direção de Ana Rosa, volta aos teatros do Brasil.

Sucesso de público nos teatros do Brasil há 16 anos, o espetáculo teatral “Allan Kardec – Um Olhar para a Eternidade”, nesta segunda montagem iniciada em 2012, já realizou mais de 480 apresentações, com mais de 150.000 expectadores.

Com texto de Paulo Afonso de Lima e direção da brilhante Ana Rosa - ela não atua na montagem - e com um elenco de primeira linha, a peça vem apresentando uma belíssima turnê, com casas lotadas, nas cidades por onde passa. Em cena, Rogério Fabiano revive a trajetória do educador, escritor e tradutor francês Hippolyte León Denizard Rivail, que no século XIX, sob o pseudônimo de Allan Kardec, se dedicou à observação e ao estudo dos fenômenos espíritas. A codificação da Doutrina Espírita colocou Kardec na galeria dos grandes missionários e benfeitores da humanidade.

A maioria do elenco se divide entre dois, três ou mais personagens e faz isso com maestria. No palco, a atriz Érica Collares vive a médium Gertrudes Laforgue e Amélie Gabrielle Boudet (esposa de Allan Kardec). “A história de Amélie e Kardec é muito bonita. Eles eram companheiros em uma vida passada e se reencontram no século XIX. Foi amor à primeira vista. Eram filhos únicos, não tiveram filhos, e estavam unidos na missão do espiritismo. Foram destinados a isso”, conta Érica.

Já Bia Barros tem entre os seus papéis de destaque: a mãe de Allan Kardec, Madame Rivail, a Madame Plainemaison e a amiga de Kardec Justine Frenard. Figuras fundamentais na transição de Allan Kardec. “A primeira pessoa espírita que ele tem contato é com a culta e fina Madame Plainemaison. Ele a visita pretendendo desmascará-la, mas Allan receberá uma mensagem, que o fará mudar e começar a codificação do espiritismo”, esclarece Bia Barros. Ainda no elenco de “Allan Kardec – Um Olhar para a Eternidade”: Claudio Gardim na pele de Fortier, do Padre e do tio Maurice, e Leonardo Gattuso como o grande mago Lacazze, o médium Jean Paul e o Espirito da Verdade.

Sob a direção de Ana Rosa, uma das maiores atrizes do país, o espetáculo pretende alcançar um público eclético, formado por simpatizantes dos assuntos espirituais, por aqueles que buscam respostas às suas indagações e por pessoas que simplesmente acreditam na eternidade da alma. Nesta peça, a curiosidade pelos assuntos espirituais está ligada ao objetivo da equipe em contar boas histórias, de fazer um bom espetáculo e atender ao público que procura um trabalho sério e verdadeiro.

“Estou muito entusiasmada. Primeiro, por se tratar da vida e obra de Allan Kardec, já conhecido por nós através de suas obras básicas. Segundo, porque o texto de Paulo Afonso de Lima é uma obra de arte, tanto em termos de pesquisa como de teatralidade. E terceiro, por orquestrar o talento e sensibilidade de atores como Rogério Fabiano, Érica Collares, Bia Barros e Claudio Gardin, um exercício que me revigora - como atriz que sou - e me entusiasma como diretora a cada ensaio”, frisa Ana Rosa, espírita praticante há mais de 30 anos e dirige os espetáculos de sucesso "O Cândido Chico Xavier" e "Violetas na janela", ambos em cartaz há 15 anos. Ana subiu ao palco pela primeira vez com apenas 15 dias de idade, em um espetáculo em sua cidade natal, Promissão (SP). E em 1997, ela entrou para o Guiness Book como a atriz recordista em participação de telenovelas, recorde que mantém até hoje.


Direção: Ana Rosa.

Elenco: Rogério Fabiano, Érica Collares, Bia Barros, Claudio Gardin e Leonardo Gattuso.

Direção de Arte: Guillermo Luis.



Quanto:

R$ 60,00 inteira

e R$ 30,00 meia
 
Teatro Municipal » 05/09 à 06/09 » 19h00
voltar ao topo
 
 
14 anos
Comédia
“UM SHOW COM TUDO DENTRO”
Quando: dia 13 de Setembro
(domingo)
Local: THEATRO PEDRO II
Horário: às 19h00
(rua Álvares Cabral, 370 - centro)
Informações: (16) 3977.8111
Sinopse:

“UM SHOW COM TUDO DENTRO”

Com GUSTAVO MENDES


Após o sucesso do show “MAIS QUE DILMAIS”, o ator e humorista GUSTAVO MENDES retorna a Ribeirão Preto com seu novo espetáculo: “UM SHOW COM TUDO DENTRO”.

O show é fruto de uma questão: “O que faz as pessoas gargalharem?” Gustavo aproveitou as inúmeras viagens pelo país para questionar seu público sobre isso. Foram mais de 100 mil respostas, que passaram por uma triagem e se tornaram o que Gustavo considera seu melhor e mais engraçado show de humor. Reúne no palco personagens que o consagraram, como a presidenta Dilma, além de textos afiadíssimos, piadas e músicas memoráveis.

GUSTAVO MENDES nasceu na cidade de Guarani, na Zona da Mata de Minas Gerais. O ator surgiu no cenário do humor brasileiro por meio da internet. Com mais de 20 milhões de visualizações no YouTube, sua interpretação da presidenta Dilma se transformou num fenômeno nas redes sociais.

Em 2005, foi o vencedor do Show de Talentos, promovido pela TV Alterosa (SBT Minas). Mais tarde, foi destaque no 6º Festival de Piadas, promovido pelo Show do Tom, da TV Record. Em 2012, recebeu um convite de Cláudio Manoel e passou a integrar o elenco do Casseta & Planeta – Vai Fundo, que foi ao ar no mesmo ano, pela TV Globo. No programa, Gustavo representou os apresentadores Cassandra Anemberg e Sérgio Chapelin, a Presidenta Dilma e outros. Na TV Globo, também interpretou o colunista social Eloy di Marco na novela Cheias de Charme. Indicado por Manoel Martins e abraçado por Mauricio Sherman, recebeu o convite para compor o elenco do Zorra Total, em 2013.

Gustavo viaja pelo país com quatro espetáculos: Mais que Dilmais, Sarjeta, Ponto GG e Cópula do Mundo.



Quanto:


R$70,00

R$ 35,00 meia


Pontos de venda:

Bilheteria do Theatro Pedro II ou pelo site www.ingressorapido.com
 
Theatro Pedro II » 13/09 » 19h00
voltar ao topo