Anuncie no Divirta-se Online
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Clique aqui para ver os endereços dos teatros.
 
Pesquise as peças por local
 
Livre
Infantil
"CINDERELA"

Quando: dias10 e 11 de julho
(sexta e sábado)
Horário: sexta, às 19h e sábado, às 17h00
Local: TEATRO MUNICIPAL
(alto do morro de são Bento, s/ nº)
Informações: (16) 3625.6841
Sinopse:

"CINDERELA"

"Cinderela" reconta a clássica história da jovem órfã maltratada pela madrasta e suas duas filhas que sonha mudar de vida e encontrar a felicidade.
A personagem principal é uma jovem que acredita no poder dos sonhos e tem uma fé inabalável no futuro, que não se deixa abater mesmo nas maiores adversidades. A encenação passa uma mensagem atemporal que gentileza, bondade, respeito pelo próximo, fé e esperança são valores decisivos para um futuro melhor. E um espetáculo leve e divertido.

O espetáculo foi adaptado do conto original dos IRMÃOS GRIMM, de forma lúdica, como um musical com canções inéditas. Compostas pelo músico ELTON TOWERSEG e pelo letrista FERNANDO MARIANO especialmente para a montagem, as músicas apresentam uma linguagem de comunicação direta com o público infanto-juvenil, mas sem excluir adultos e adolescentes.
Tendo em vista o crítico cenário artístico do teatro infantil, em que canções são dubladas, as atuações e coreografias são simplistas, apresentamos nesta proposta um elenco de atores, cantores e bailarinos que se dividem entre os personagens que compõem a história.
Neste novo projeto, a proposta é também movimentar o mercado do teatro musical, apostando em novos talentos profissionais da área.

Quanto:

R$50,00

 
Teatro Municipal » 10/07 à 11/07 » veja acima
voltar ao topo
 
 
16 anos
Comédia
DIÁLOGO DOS PÊNIS
Dias 17 e 18 de Julho
(quinta e sexta-feiras)
Horário: às 21H00
Local: TEATRO MUNICIPAL
(ALTO DO MORRO DE SÃO BENTO)
Informações: (16) 3625. 6841
Sinopse:

DIÁLOGO DOS PÊNIS

As mulheres sempre tiveram a maior curiosidade para saber o que os homens conversam a seu respeito em uma mesa de bar. Eles conversam sobre o que silenciam quando elas estão presentes. Conversam sobre seus desejos, preferências e inquietações, um papo de confraria em que os homens, apenas entre eles, não precisam procurar palavras para esmiuçar a mulher.

DIÁLOGO DOS PÊNIS é o lado oculto da lua masculina. Um desses momentos confessionais em que dois amigos de infância, já maduros e descasados, abrem o verbo para refletirem sobre a alma e o corpo feminino que lhes são tão caros. A comédia retrata uma conversa descontraída entre esses dois amigos de infância, num momento maduro de suas vidas. Os assuntos dessa conversa abordam questões relacionadas ao desempenho na cama, vantagens e desvantagens do casamento, conquistas e desejos relacionados com detalhes anatômicos, entre outros. Beto e Marcão são vividos pelos atores Roberto Lopes e Marcos Wainberg, que se entregam ao texto de Carlos Eduardo Novaes como à mulher amada, se confirmando a cada sessão a presença maciça do público feminino durante a temporada do espetáculo. Para o autor, que também assina a direção, apesar da igualdade entre os sexos as mulheres ainda não exibem a mesma desenvoltura (e espontaneidade) dos homens numa conversa de bar. Depois de um ano em cartaz no Rio de Janeiro, tendo estreado em setembro de 2001, “Diálogos dos Pênis” está viajando por todo o Brasil. Mais de 1 milhão de pessoas.


Quanto:

R$ 60,00
 
Teatro Municipal » 17/07 à 18/07 » veja acima
voltar ao topo
 
 
12 anos
Comédia
“VICTOR MEYNIEL – MEU QUERIDOOOOO!”
Quando: dia 19 de julho
(domingo)
Horário: Dom, às 20h
Local: no TEATRO MUNICIPAL
(alto do morro de São bento, s/ nº)
Informações: (16) 3625.6841
Acontece:

MEU QUERIDOOOOO!

Atendendo a muitos pedidos, retorna a Ribeirão o primeiro stand up teen!

VICTOR MEYNIEL, fenômeno na Internet, com mais de meio milhão de seguidores nas redes sociais.

Já ficou para trás aquele tempo em que as mães mandavam os filhos desligarem a TV, porque ficavam tempo demais em frente à telinha. Hoje, os adolescentes gostam mesmo é de navegar na Internet. E não precisa nem ser num notebook, Iphones, Ipads e celulares mais simples resolvem a questão. O que importa é ter Internet no telefone móvel e baixar no aparelho os aplicativos de redes sociais e vídeos. E foi exatamente assim, utilizando essas ferramentas, que VICTOR MAYNEL, um garoto de apenas 16 anos, tornou-se um fenômeno virtual. O carioca começou a postar vídeos curtinhos de humor num aplicativo, com cerca de sete segundos cada, e daí partiu para outros meios. Em apenas seis meses, já havia atingido a marca de mais de meio milhão de seguidores. E esse sucesso passará do virtual para o real, ou melhor, irá para os palcos.

Em cena, VICTOR MEYEL irá costurar uma série de personagens que apresenta em seus vídeos na Internet, e que já agradam em cheio a garotada. Entre eles: o Professor Bipolar, Benjamim Canetton e a Mãe. “A peça fala sobre a escola, a adolescência em si, os medos, tudo de uma forma totalmente satirizada, ou, então, sarcástica, com uma grande pitada de humor. E eu gosto muito da comédia do absurdo, uma coisa escrachada mesmo. Para mim, o melhor tipo de humor e o que eu gosto de fazer”, diz Victor, que começou a “brincadeira” no fim de novembro de 2013, impulsionado pelos amigos. “Começaram a falar que eu iria me sair superbem fazendo vídeos de humor, pois desde pequeno eu tinha o dom de fazer os outros rirem”, resume ele.

Victor começou a produzir os vídeos sozinho, em casa mesmo, e publicava no aplicativo novo no Brasil, Vine - que é considerado um Twitter, só que com vídeos de apenas 7 segundos, nos quais podem ser retratados momentos do dia a dia. A partir daí, ele expandiu seus vídeos e postou no Youtube. Por mês, são publicados em torno de 80 vídeos. Os números impressionam: em média, são 10 mil visualizações por vídeo no Vine. No Youtube, a soma de todos os vídeos passa de 100 mil visualizações; e no Facebook, a sua fun page atingiu mais de 500 mil visualizações.

Para o diretor Rogério Fabiano, Victor tem um talento nato e é muito dinâmico. “Victor tem um carisma ímpar. Ele escreve e se comunica com muita rapidez. Hoje, os jovens estão nessa ‘vibe’. Como ele tem tanto sucesso nos vídeos de Internet, eu procuro trazer essa mesma força e esse conteúdo para o teatro, porém, sem perder a linguagem do palco. Victor faz milhões de personagens e incorpora todos com muita graça. Acho que este é o melhor atrativo do espetáculo. Victor Meyniel é um ‘stand up comedy teen’ de grande expressão”, avalia ele, que dirigiu as peças adolescentes “O despertar” e “Quatro formas de amar”, ambas do autor de novelas e séries na TV Tiago Santiago. “Dirigir uma peça para adolescente já faz parte da minha história. É um público carente de espetáculos, e, se a gente consegue atingi-lo, eles reagem com muita espontaneidade”, frisa Rogério.

As histórias representadas são hilárias e, hoje, Victeiro, como é conhecido pela galera, possui um número muito significativo de seguidores e admiradores. No Vine: 377 mil; No Twitter: 130 mil; No Instagram: 52 mil; No Youtube: 53 mil; e na page oficial do Facebook; 263 mil curtidas. Os números expressivos se refletem nas ruas. E olha que ele nem é galã na TV. “Moro perto de um shopping e andar nele é quase impossível. Não falo por falar e, sim, por já ter ido lá mil vezes. Quase todos do shopping me olham, ainda mais quando são adolescentes, e pedem foto e até mesmo autógrafo. Nem sei dar autógrafo direito, gente (risos)! Que vergonha que sinto... E isso já aconteceu em lanchonetes e em festas, as pessoas me reconhecem como o Victor do Vine'. Nunca imaginaria tamanha proporção num negócio que foi indo tão pequenininho e se transformou nisso tudo! Fico feliz”, conta Victor, que é o maior “viner” do Rio de Janeiro, e é o segundo maior do Brasil.

Para encarar o desafio de atuar sozinho no primeiro stand up teen do Brasil, Victor Meyer se inspira em duas grandes estrelas do humor atual na TV. “Eu me inspiro muito em comediantes naturais pelo simples fato de respirarem e fazerem os outros rirem, como a Tatá Werneck e o Paulo Gustavo, dois superastros da comédia”, finaliza o rapaz, que começou a estudar teatro no colégio, aos 7 anos de idade. Depois, ele foi pra CAL e, agora, está no Tablado.



Quanto:

R$ 60,00


VENDAS:

BANANA E BANANA
Av. Independência, 2366

 
Teatro Municipal » 19/07 » 20h00
voltar ao topo
 
 
12 anos
Comédia
"EDUARDO STERBLITCH" USE ME
Quando: dia 25 de julho
(sábado)
Horário: às 21h00
Local: THEATRO PEDRO II
(rua Álvares Cabral, 370 - centro)
Informações: (16) 3977.8111
Sinopse:

EDUARDO STERBLITCH apresenta “USE ME”

EDUARDO STERBLITCH cresceu nesses últimos 10 anos, assim como seus compromissos, personagens e público. Chegou o momento de todos se sentarem para uma conversa. Depois de anos incorporando no programa “PÂNICO” `personagens emblemáticos’ e cumprindo a estrada teatral com suas peças, o comediante coloca tudo o que já fez ou deixou de fazer num único espetáculo.

Quanto:

plateia,frisa e balcão nobre: R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia)

balcão simples e galeria: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia)


CLUBE GT – Os sócios do Clube GT tem 50% de desconto mediante cartão.

Bônus – Promoção de recorte em jornais participantes.

Classificação: 12 anos
 
Theatro Pedro II » 25/07 » 21h00
voltar ao topo
 
 
nd
Comédia
“TRÊS NA PISTA”
Quando: dias 1 e 2 de agosto
(sábado e domingo)
Horário: Sáb e Dom, às 20h
Local: no TEATRO MUNICIPAL
(alto do morro de São bento, s/ nº)
Informações: (16) 3625.6841
Acontece:

“TRÊS NA PISTA”

De INGRID ZAVAREZZI Direção ROGÉRIO FABIANO

O três são os melhores amigos desde a infância, cresceram juntos no mesmo condomínio e estudaram na mesma escola. Se adoram, se protegem e têm uma intimidade total e zero preconceito ou julgamento um com o outro. Depois que passaram cada um pra sua faculdade, trabalho, etc., foram naturalmente se afastando um pouco, mas todas as semanas se encontram pra jogar futebol, tomar uma cerveja e curtir esse momento "boys being boys", em que falam das suas vidas.

LEANDRO D’MELO
Sua estreia na televisão se deu em participações no programa Os Caras de Pau. Fez participações nos programas humorísticos Zorra Total, Tá no Arenas novelas Sangue Bom e Malhação. Além de participar do quadro Câmera Kids do Fantástico.
Esteve no elenco do seriado Macho Man de direção de Zé Alvarenga e Jorge Fernando e seu último trabalho foi na novela Alto Astral como jornalista Lúcio. No teatro participou das montagens Lucas e o Grande Teatrologista, Bailei na Curva e integra o elenco de Allan Karde c, um Olhar para a Eternidade, com direção de Ana Rosa há dois anos.

RONNY KRIWAT
Ronny Kriwat, 28 anos, sua primeira novela foi em 2009 na novela "Cama de gato" onde interpretava o bad boy "Pedro". Em
2010 esteve no núcleo protagonista de "Malhação"com personagem "Theo". No ano seguinte, 2012,interpretou o personagem "Tomás", um dos filhos do Cadinho (Alexandre Borges) no grande sucesso "Avenida Brasil".
Em 2013 fez sua estreia no teatro com a peça "A minha primeira vez", sucesso de público e crítica, com a direção de Isser Korich.
Na novela "Em família", Ronny fez o "Leto", um flautista que era filho do personagem "Laerte" (Gabriel Braga Nunes).
Atualmente está fazendo uma participação especial e m "Malhação sonhos" com o vilão "Franz".

MIGUEL RÔMULO
A estreia de Miguel na teledramaturgia aconteceu na novela Coração de Estudante (2002). Participou também de Celebridade (2003), Senhora do Destino (2004) e Pé na Jaca (2006). Em A Favorita ganhou o prêmio de ator revelação no melhores do ano no domingão do Faustão. Depois atuou no grande sucesso Caras e Bocas e nas novelas Cordel Encantado, Amor Eterno Amor, Jóia Rara e fez o Tuco jovem em A Grande Família. No teatro participou do grande sucesso Tango, Bolero e Cha Cha Cha.


Quanto:

R$ 60,00 (inteira)
 
Teatro Municipal » 01/08 à 02/08 » 20h00
voltar ao topo
 
 
nd
Comédia
“A BANHEIRA”
Quando: dias 7, 8 e 9 de agosto
(sexta a domingo)
Horário: Sex e Sáb, às 21h e Dom, às 20h
Local: no TEATRO MUNICIPAL
(alto do morro de São bento, s/ nº)
Informações: (16) 3625.6841
Acontece:

A BANHEIRA


ANDERSON MÜLLER, WILSON DE SANTOS, CAROL MARIOTTINI, ROMIS FERREIRA, SARA FREITAS e MAURO FELIX

Em A BANHEIRA

De GUGU KELLER

Direção ALEXANDRE REINECKE

ALEXANDRE REINECKE reúne elenco de comediantes, em texto nacional.

O que pode acontecer quando um respeitável pai de família, por puro fetiche, leva para casa uma amante absolutamente inusitada? Ou quando, pior ainda, um ladrão aparece na hora errada e a ambos prende no banheiro da residência? E se, para completar a confusão, no desenrolar da história descobre-se que a amante é nada menos do que uma parente bastante próxima da mulher traída, um parente a quem ela sempre escondeu do marido justamente pelo inusitado do seu jeito de ser?

Hilariante e cheia de suspense, a surpreendente e movimentada comédia apresenta uma sequência de cenas onde, quanto mais parece que tudo vai se resolver, mais tudo se complica.

Essa montagem agrega movimento e qualidade ao campo da comédia dramatúrgica nacional. Alexandre Reinecke acredita que “é uma comédia nacional de autor (na linha de Marcos Caruso, Jandira Martini, Juca de Oliveira) que vem se perdendo num momento em que os comediantes andam escrevendo seus próprios textos”. Trata-se de um espetáculo ágil, dinâmico e surpreendente, que se propõe àquilo que sempre deve nortear a verdadeira comédia: incentivar a reflexão através do riso.

Com dinâmica ágil e surpreendente a cada cena, a peça é uma autêntica ode ao humor que ao mesmo tempo em que leva o expectador a desmanchar-se em gargalhadas, certamente o faz também refletir sobre muitos valores sociais e morais que estão presentes na arte diária de convivência humana.

Por ser uma comédia de grande apelo popular, A Banheira apresenta imediata sintonia do público com a sua trama. A sua linguagem coloquial não apenas favorece o ingresso da magia do teatro em todas as classes sociais, mas também derruba qualquer preconceito de que a simplicidade não pode conviver com a qualidade. Com dinamismo e humor situacional, o texto é capaz de cativar todos os gostos e de colaborar de modo significativo para a inserção do universo teatral em nossa sociedade como um todo.

O texto tem uma construção dramatúrgica dos grandes clássicos do Vaudeville e a direção destaca esse gênero com uma marcação farsesca, muitas vezes coreografada e melodramática, dando brilho e extrema teatralidade ao espetáculo, fugindo do realismo e reforçando o trabalho dos atores.

Como bem disse o grande ator e diretor Elias Andreato, “a comédia é um jeito inteligente de ver o mundo”. Mais do que isso, satirizar a nossa própria história é, sem dúvida, o modo mais sadio e reconfortante de lidarmos com a complexidade de nossas contradições e com o desgaste de um cotidiano tantas vezes absurdo e desprovido de qualquer sentido.



Quanto:

R$ 60,00 (inteira)


VENDAS:

BANANA E BANANA
Av. Independência, 2366

 
Teatro Municipal » 07/08 à 09/08 » veja acima
voltar ao topo
 
 
nd
Comédia
“A.M.A.D.A.S – ELIZABETH SAVALLA”
Quando: de 21 a 23 de Agosto
(sexta a domingo)
Horário: Sex e Sab, às 21h e Dom, às 20h
Local: no TEATRO MUNICIPAL
(alto do morro de São bento, s/ nº)
Informações: (16) 3625.6841
Acontece:

O espetáculo “A.M.A.D.A.S. - ASSOCIAÇÃO DAS MULHERES QUE ACORDARAM DESPENCADAS”

com ELIZABETH SAVALLA

Através de um humor histriônico e contagiante, o espetáculo coloca em discussão algumas das questões mais importantes sobre a condição da mulher moderna. O texto enfoca a via crúcis de uma mulher que chega à meia-idade pressionada pelas demandas de uma sociedade cada vez mais materialista e superficial.

A camada social onde a protagonista se movimenta vive de aparências e está sempre pronta a condenar quem não cultiva sua imagem à custa de academias, salões de estética, cirurgias, botox, silicone e etc. A atriz expõe em uma reunião da A.M.A.D.A.S., suas inseguranças e angústias geradas pela impossibilidade de conservar seu visual e comportamento a essa altura da vida.

Embora refratária a essa ideologia, a personagem REGINA ANTONIA introjeta completamente os valores da sociedade em que vive, e se pune por não atender a essas exigências estéticas, chegando a se rebelar contra o marido que a aceita como ela é. Assim, o espetáculo coloca o dedo na ferida das mulheres a caminho da maturidade, mas o faz de forma inteligente e, principalmente, bem humorada pela sátira hilariante aos mitos e obsessões da nossa época.


 
Teatro Municipal » 21/08 à 23/08 » veja acima
voltar ao topo
 
 
nd
Drama
“ALLAN KARDEC”
Quando: dias 5 e 6 de setembro
(Sábado e Domingo)
Horário: às 19h
Local: TEATRO MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO
(alto do morro de São Bento s/ nº)
Informações: (16) 3625.6841
Sinopse:


Após 16 anos, a peça “ALLAN KARDEC – UM OLHAR PARA A ETERNIDADE”, com direção de Ana Rosa, volta aos teatros do Brasil.

Sucesso de público nos teatros do Brasil há 16 anos, o espetáculo teatral “Allan Kardec – Um Olhar para a Eternidade”, nesta segunda montagem iniciada em 2012, já realizou mais de 480 apresentações, com mais de 150.000 expectadores.

Com texto de Paulo Afonso de Lima e direção da brilhante Ana Rosa - ela não atua na montagem - e com um elenco de primeira linha, a peça vem apresentando uma belíssima turnê, com casas lotadas, nas cidades por onde passa. Em cena, Rogério Fabiano revive a trajetória do educador, escritor e tradutor francês Hippolyte León Denizard Rivail, que no século XIX, sob o pseudônimo de Allan Kardec, se dedicou à observação e ao estudo dos fenômenos espíritas. A codificação da Doutrina Espírita colocou Kardec na galeria dos grandes missionários e benfeitores da humanidade.

A maioria do elenco se divide entre dois, três ou mais personagens e faz isso com maestria. No palco, a atriz Érica Collares vive a médium Gertrudes Laforgue e Amélie Gabrielle Boudet (esposa de Allan Kardec). “A história de Amélie e Kardec é muito bonita. Eles eram companheiros em uma vida passada e se reencontram no século XIX. Foi amor à primeira vista. Eram filhos únicos, não tiveram filhos, e estavam unidos na missão do espiritismo. Foram destinados a isso”, conta Érica.

Já Bia Barros tem entre os seus papéis de destaque: a mãe de Allan Kardec, Madame Rivail, a Madame Plainemaison e a amiga de Kardec Justine Frenard. Figuras fundamentais na transição de Allan Kardec. “A primeira pessoa espírita que ele tem contato é com a culta e fina Madame Plainemaison. Ele a visita pretendendo desmascará-la, mas Allan receberá uma mensagem, que o fará mudar e começar a codificação do espiritismo”, esclarece Bia Barros. Ainda no elenco de “Allan Kardec – Um Olhar para a Eternidade”: Claudio Gardim na pele de Fortier, do Padre e do tio Maurice, e Leonardo Gattuso como o grande mago Lacazze, o médium Jean Paul e o Espirito da Verdade.

Sob a direção de Ana Rosa, uma das maiores atrizes do país, o espetáculo pretende alcançar um público eclético, formado por simpatizantes dos assuntos espirituais, por aqueles que buscam respostas às suas indagações e por pessoas que simplesmente acreditam na eternidade da alma. Nesta peça, a curiosidade pelos assuntos espirituais está ligada ao objetivo da equipe em contar boas histórias, de fazer um bom espetáculo e atender ao público que procura um trabalho sério e verdadeiro.

“Estou muito entusiasmada. Primeiro, por se tratar da vida e obra de Allan Kardec, já conhecido por nós através de suas obras básicas. Segundo, porque o texto de Paulo Afonso de Lima é uma obra de arte, tanto em termos de pesquisa como de teatralidade. E terceiro, por orquestrar o talento e sensibilidade de atores como Rogério Fabiano, Érica Collares, Bia Barros e Claudio Gardin, um exercício que me revigora - como atriz que sou - e me entusiasma como diretora a cada ensaio”, frisa Ana Rosa, espírita praticante há mais de 30 anos e dirige os espetáculos de sucesso "O Cândido Chico Xavier" e "Violetas na janela", ambos em cartaz há 15 anos. Ana subiu ao palco pela primeira vez com apenas 15 dias de idade, em um espetáculo em sua cidade natal, Promissão (SP). E em 1997, ela entrou para o Guiness Book como a atriz recordista em participação de telenovelas, recorde que mantém até hoje.


Direção: Ana Rosa.

Elenco: Rogério Fabiano, Érica Collares, Bia Barros, Claudio Gardin e Leonardo Gattuso.

Direção de Arte: Guillermo Luis.



Quanto:

R$ 60,00 inteira

e R$ 30,00 meia
 
Teatro Municipal » 05/09 à 06/09 » 19h00
voltar ao topo